26 de dezembro de 2010

Vasco é o carioca que mais contrata jogadores oriundos da europa

Nos últimos dois anos nenhum dos rivais conseguiu atrair tantos jogadores do velho continente..

Os problemas saltam aos olhos e não são novidade para ninguém: recente rebaixamento para a Série B, dificuldades no pagamento de salários, infraestrutura de trabalho deficiente, jejum de sete anos sem conquistar títulos de Primeira Divisão. Mesmo assim, o Vasco acertou o retorno de mais um jogador que estava no futebol europeu.
O volante Eduardo Costa ficará em São Januário até junho de 2011 e será o oitavo nome em dois anos a abrir mão de todas as vantagens de atuar no Velho Continente para se aventurar no mar revolto onde navega a caravela vascaína.
No futebol carioca neste período, ninguém conseguiu trazer mais jogadores das principais ligas europeias do que o Vasco. Quando comparado a si mesmo, o clube de São Januário realizou salto expressivo, mesmo sem contar com a contratação de Enrico, que veio do futebol sueco para a disputa da Série B. Em 2009 e 2010, o clube trouxe mais “europeus” do que no período entre 2001 e 2008 (veja mais no quadro abaixo).
O aumento do número de jogadores contratados de clubes europeus coincide com a chegada de Roberto Dinamite ao comando do clube e a de Rodrigo Caetano ao posto de diretor executivo. Sem dinheiro, a palavra de ordem tem sido criatividade.
– Nós procuramos apresentar um projeto para o jogador. Mostramos o que o clube projeta para si e para ele no futuro – costuma dizer Caetano.
Carlos Alberto, Fagner, Fernando Prass, Zé Roberto, Rafael Carioca, Eder Luis, Fellipe Bastos e, agora, Eduardo Costa. Se os resultados ainda não apareceram, pelo menos, o Vasco tem se mostrado muito bom de papo para convencê-los a apostarem no clube. Que ano que vem, os “europeus” que ainda estão no elenco se tornem, também, vencedores.
(Matéria reproduzida diretamente da versão papel do Jornal Lance)

24 de dezembro de 2010

Vasco acerta com o volante Eduardo Costa


Gigante da Colina consegue liberação do volante.

Faltava apenas a liberação do Monaco para que o Vasco garantisse o reforço do volante Eduardo Costa para a temporada 2011. Agora não falta mais. Nesta sexta-feira, o clube cruzmaltino conseguiu o documento que faltava para fechar a contratação do atleta, que curte férias em Florianópolis. Ele chega ao Rio no próximo dia 30 para fazer exames médicos e, no dia 3, será apresentado oficialmente como reforço vascaíno.
O último clube de Eduardo Costa no Brasil foi o São Paulo, em 2009. O volante já defendeu o Bordeaux, Olympique de Marseille, Espanyol e Lecce. No Monaco, o jogador começou como titular, mas recentemente teve que fazer uma artroscopia no joelho e não vinha atuando. Agora, ele já está bem e disposto a recuperar o tempo perdido.
Eduardo Costa apareceu como grande promessa no Grêmio, onde fez sucesso e conseguiu chegar na Seleção Brasileira (de base e principal). Pela Sub-17, conquistou o Sul-Americano e o Mundial. Com a camisa do Grêmio, o jogador levantou a taça do Gauchão e da Copa do Brasil de 2001.

Vasco versão 2011 já está desenhado no papel


Com a provável chegada do volante Eduardo Costa, PC Gusmão tem formação do time para o Carioca.

Pontual e econômico, o Vasco termina 2010 com o elenco praticamente fechado para a disputa do Campeonato Carioca de 2011. À espera apenas da liberação do Monaco (FRA) para anunciar a contratação do volante Eduardo Costa, o clube de São Januário começará a pré-temporada em Atibaia (SP), no dia 4 de janeiro.

Apenas um desempenho muito acima da média de algum reserva ou o velho problema de lesões fará com que o treinador escale o Vasco com formação muito diferente de Fernando Prass, Fagner, Dedé, Anderson Martins e Ramon; Eduardo Costa, Nilton, Felipe e Carlos Alberto; Eder Luis e Marcel.

A entrada do centroavante, contratado este mês, no lugar de Zé Roberto possui boas chances de acontecer. Do Esquadrão Classe A, Zé pode ser considerado o que atravessa pior momento, com fracas atuações no fim do Brasileiro e demonstração de que estaria interessado em se transferir para o Internacional. Mesmo assim, a base já está montada e a possibilidade de iniciar o período de treinos com uma formação já pronta pode se transformar em vantagem em relação aos rivais.

Carlos Alberto, porém, destaca que tudo precisa ser provado na prática.

– É claro que a equipe já se conhece e cada um sabe mais ou menos como o outro joga. Mas futebol se ganha dentro de campo. Não dá para prever quem vai ser o campeão antes de a bola rolar – afirmou.

Com o grupo fechado, pelo menos nisso o Vasco saiu na frente dos rivais Flamengo, Fluminense e Botafogo, às voltas com negociações e incertezas quanto a quem chega e quem sai. Agora, é torcer para que este time finalmente alcance os resultados que a torcida espera.
 

23 de dezembro de 2010

Juninho Pernambucano quer jogar no Vasco antes de parar


Quase uma unanimidade entre os vascaínos, o nome de Juninho Pernambucano voltou a entrar na onda de boatos envolvendo contratações, principalmente depois que Araújo, provável novo reforço do Fluminense, citou que o jogador teria vontade de retornar ao Rio de Janeiro [matéria publicada em primeira mão pelo SuperVasco].
Em entrevista ao repórter Gustavo Penna, da Super Rádio Brasil, José Fuentes, empresário do jogador, fala sobre a possibilidade:
- Efetivamente, neste ano de 2010, tive alguns contatos com o presidente Roberto Dinamite e com Rodrigo Caetano. Aliás, foram sempre momentos muito agradáveis de conversa com essas duas pessoas. Eles perguntaram pela possibilidade do retorno do Juninho Pernambucano ao Vasco. O que posso dizer hoje é que este ano de 2010 foi muito complicado. Era praticamente impossível. Hoje, Juninho Pernambucano tem ainda seis meses de contrato com o Al Gharafa, ou seja, esse contrato acaba em final de junho de 2010. Depois, vamos ver o que acontece. O que posso acrescentar é que a torcida o Vasco adora o Juninho, que pensa, antes de pendurar as chuteiras, em jogar ainda um pouco pelo Vasco.
Proximidade do fim do contrato não seria um facilitador para a volta?
- Eu acho muito difícil, porque Juninho é unanimidade no Qatar, no Al Gaharafa. O sheik, que é dono do time, adora ele. Eu acabei de voltar de Doha e seria muito difícil, para não falar, impossível. Eles não liberariam de imediato.
A diretoria do Vasco já iniciou algum tipo de conversa com o empresário?
- Tivemos conversas durante esse ano de 2010. Eu imagino que, sabendo que efetivamente Rodrigo [Caetano] tem contato comigo, sempre com bastante frequência, se tem que acontecer, com certeza vamos conversar durante este lapso de tempo temos aqui pela frente. Eles sabem que o desejo de Juninho é jogar ainda pelo Vasco algum tempo.
Juninho Pernambucano já falou com José Fuentes sobre aposentadoria?
- Fisicamente, ele está muito bem ainda. Por isso que o Sheik dificultaria a saída dele. O time do Al Gharafa com o Juninho é um time, o time do Al Gharafa sem o Juninho é outro time completamente diferente. É um profissional que se cuida muito. Eu penso que ele tem dois anos ainda pela frente.
Pode-se dizer, então, o sonho de ver Juninho Pernambucano novamente com a camisa do Vasco não está encerrado?
- Eu penso que esse sonho tem que ficar, porque dentro do mundo do futebol, tudo é possível. Eu peço que o torcedor do Vasco fique atento e que saiba, mais uma vez, que o Juninho tem o Vasco no coração.

22 de dezembro de 2010

Novo patrocinador deve ser anunciado após as festas de fim de ano


Parte da receita será usada para pagar dívida com a antiga patrocinadora

O Vasco está prestes a acertar com a BMG como nova patrocinadora, que estampará a marca na manga da camisa - local antes ocupado pela Habib´s. Com a assinatura do novo contrato, o clube espera quitar a multa rescisória com a lanchonete, que é de R$ 3,5 milhões.
- Com esse novo patrocinador, já posso adiantar que nós conseguiremos pagar o valor do acordo e, ainda assim, temos um valor que representava mais do que o agregado anterior - disse o vice de finanças, Nelson Rocha, à Rádio Tupi.
O patrocinador deve ser anunciado após as festas de fim de ano.
(Matéria reproduzida diretamente da versão papel do Jornal Lance)

15 de dezembro de 2010

Misael e Eduardo Costa devem ser os outros 2 reforços do Vasco

Ambos devem ser anunciados em breve.
Após anunciar as contratações do zagueiro Anderson Martins, junto ao Vitória, e do atacante Marcel, recentemente dispensado pelo Santos, a diretoria do Vasco deverá apresentar mais novidades para a torcida até o fim da semana. O diretor executivo do departamento de futebol do clube, Rodrigo Caetano, está acertando os últimos detalhes para anunciar a chegada do atacante Misael, um dos destaques do Ceará no Campeonato Brasileiro. O jogador foi indicado pelo técnico Paulo César Gusmão que trabalhou com Misael no clube cearense.
Na noite de terça-feira, em entrevista a alguns veículos de comunicação do Rio de Janeiro, Evandro Leitão, presidente do Ceará, confirmou que as negociações estão muito bem encaminhadas.
"Realmente o nosso interesse  é emprestar o Misael para o Vasco, para que ele dispute a próxima temporada em um centro que vai conseguir projetá-lo e lhe dar uma grande visibilidade. Além disso, o fato dele trabalhar com o Paulo César Gusmão, um treinador que com certeza sabe aproveitar as melhores características dos atletas, é um ponto positivo para o acerto", disse Leitão.
O empréstimo de Misael sairá de graça para o Vasco. Porém, o clube carioca não deverá lucrar nada caso o mesmo venha a ser negociado até 30 de junho de 2011. Após essa data, os cariocas passam a ganhar um percentual, ainda não revelado.
Se o acerto com Misael está muito bem encaminhado, o mesmo não se pode dizer do volante Pierre, do Palmeiras. Isso porque o Vasco pretendia conseguir o empréstimo do jogador, mas os dirigentes do Verdão só aceitam uma negociação em definitivo. Com isso, o volante vascaíno para 2011 deverá mesmo ser Eduardo Costa, que vem negociando com o Monaco, da França, a sua liberação para acertar com os dirigentes do Vasco.

13 de dezembro de 2010

Vasco confirma os seus primeiros reforços: Marcel e Anderson Martins


Atacante, ex-Santos, chega para tentar suprir a carência de um centroavante. Zagueiro acerta para jogar ao lado de Dedé

A diretoria do Vasco apresentará nesta segunda-feira os seus primeiros reforço para a temporada 2011: o atacante Marcel, ex-Santos, e o zagueiro Anderson Martins, que veio do Vitória. Com isso, o elenco cruzmaltino vai se formando para o próximo ano. Com uma base já montada, os dirigentes já avisaram que não farão muitas contratações.

 

Marcel chega para tentar suprir a principal carência do time neste ano, a presença de um centroavante. Ele começou a carreira no Coritiba e, após fazer 32 gols em 2003, chegou à Seleção Brasileira de base. Com a camisa do Brasil, disputou o Pré-Olímpico de 2004. Teve experiências na Coréia do Sul e Portugal. Pelo Grêmio, foi vice-campeão do Nacional em 2008.

Anderson Martins, que se destacou no rebaixado Vitória, joga pelo lado esquerdo e é a aposta para fazer dupla com Dedé.
Fichas técnicas:
Nome: Marcel Augusto Ortolan
Natural de: Mirassol (SP)
Nascimento: 12/11/1981
Altura: 1,87m
Peso: 91Kg
Clubes: Coritiba (2000-2003), Suwon – Coréia do Sul (04), Acadêmica – POR (2005), Benfica – POR (2006), Braga - POR (2006), São Paulo (2007), Grêmio (2007), Cruzeiro (2008), Grêmio (2008) e Vissel Kobe (2009)
Títulos:
Campeonato Paranaense 2003 (Coritiba), Campeonato Sul-Coreano 2004 (Suwon), Campeonato Brasileiro 2007 (São Paulo); Campeonato Paulista 2010 (Santos); Copa do Brasil 2010 (Santos).
Nome: Anderson Vieira Martins
Data de Nascimento: 21/08/1987
Naturalidade: Fortaleza (CE)
Peso: 80 kg
Altura: 1.84 m
Posição: Zagueiro
 

Vasco anuncia oficialmente Marcel e Anderson Martins

Anderson Martins e Marcel chegam para reforçar o Vasco
O Vasco acaba de acertar a contratação do atacante Marcel e do zagueiro zagueiro Anderson Martins. Marcel disputou o Campeonato Brasileiro de 2010 pelo Santos, mas não foi muito aproveitado no time titular do Peixe.
Marcel iniciou sua carreira no Coritiba, em 2003, e teve passagem pelo futebol Coreano e Português até voltar para o Brasil, quando foi contratado pelo Grêmio.
O atacante tem 29 anos de idade e cairá como uma luva no time cruzmaltino. O jogador será o homem de referência na área e goleador do time, necessidade muito alertada pelo técnico PC Gusmão durante o segundo semestre de 2010.
Segunda-feira, 13 de dezembro de 2010 - 13:35h

10 de dezembro de 2010

Tiago acerta permanência no Vasco por mais duas temporadas


Tiago, goleiro do Vasco, em São Januário
(Foto: Fred Huber / Globoesporte.com)
A diretoria do Vasco acertou a renovação de contrato com o goleiro Tiago por mais duas temporadas. A meta do jogador agora é disputar a posição com o atual titular, Fernando Prass. Neste ano, Tiago atuou em apenas uma partida oficial - contra o Sousa-PB, pela Copa do Brasil - e agora busca mais visibilidade. Havia o temor de que o atleta, de 27 anos, quisesse sair da Colina, ainda mais porque ele tem passaporte europeu.
Mesmo no banco de reservas, Tiago procura sempre uma forma de dar sua contribuição. Por causa de sua liderança dentro do grupo e respeito que tem dos companheiros, ele é uma espécie de auxiliar do técnico Paulo César Gusmão. É ele quem faz a ponte entre PC e Acácio, que normalmente assiste aos jogos de um camarote.
O jogador passa as férias nos Estados Unidos e, assim como o restante dos jogadores do Vasco, se reapresenta no dia 3 de janeiro, em São Januário. No dia seguinte, a delegação segue para Atibaia, no interior de São Paulo, onde fará a pré-temporada.

9 de dezembro de 2010

VEJA AS NEGOCIAÇÕES DO VASCO PARA O PROXIMO ANO E DÊ SUA OPINIÃO..?

Página com as transferências do mercado tem como novidade a participação dos torcedores..?   
CLICK AQUI E VEJA O

VAI -E- VEM DO MERCADO
 

Vasco conversa com Benfica e Éder Luis pode ficar mais um ano


O atacante Éder Luis está otimista e acredita que pode continuar no Vasco além do seu contrato de empréstimo do Benfica, que se encerra no meio de 2011. Segundo o jogador, o diretor executivo de futebol do time carioca, Rodrigo Caetano, teve uma conversa bastante positiva com o presidente da equipe portugusa, Luís Filipe Vieira.
"Meu contrato é até o meio do ano e não tem nada que diga que o Vasco tem que me liberar. O que o Rodrigo me disse é que teve uma conversa com o presidente – do Benfica – e foi uma conversa muito positiva por uma pré-renovação para até o fim do ano no mínimo", revelou Éder Luis ao ESPN.com.br.
Animado por uma boa temporada com o Vasco após um período de incerteza no São Paulo e no próprio Benfica, o atacante não quer saber de uma nova mudança de ares. "Lá – em Portugal - eu tive pouca oportunidade e eu quero jogar. O Vasco me deu a oportunidade de jogar. Aqui acredito que minha carreira vai somar novamente. No Benfica eu cheguei e o time estava montado. No São Paulo o pessoal queria que eu jogasse em posição diferente e não me adaptei", disse o atleta revelado pelo Atlético-MG.

8 de dezembro de 2010

Vasco venceu concorrência de duas equipes para ter Marcel

O acerto de Marcel com o Vasco está apenas pela assinatura do contrato, que deve ocorrer até sexta-feira. Todos os detalhes entre o jogador e o clube já foram acertados, como o tempo de contrato e bases salarias. O atacante não tinha vínculo com clube algum, e já havia sido liberado do Benfica e do Santos, clube com o qual tinha contrato até dezembro deste ano.
Paulo Afonso, empresário de Marcel, afirmou que o jogador tinha três opções, mas o fato de já ter trabalhado com Rodrigo Caetano pesou a favor do Vasco.
- Tínhamos três opções: uma no exterior e uma outra no Brasil, além do Vasco. O Marcel teve uma ótima fase no Grêmio. Lá, trabalhou com Rodrigo Caetano. Por confiar no trabalho do dirigente, isso pesou no escolha - disse Paulo, que completou:
- Marcel é um atacante de força. precisa que a bola chegue nele. Talvez por isso não tenha dado certo no Santos, pois é um time muito leve, que joga em velocidade. Mas mesmo assim, ainda fez alguns gols.
Marcel está no interior de São Paulo com a família, mas nos próximos dias estará no Rio de Janeiro para acertar sua situação com o clube cruzmaltino.

Marcel acerta com o Vasco e deve ser anunciado até sexta


Primeiro reforço do Vasco para 2011
O Vasco está muito perto de anunciar o seu primeiro reforço para 2011. O atacante Marcel já chegou a um acordo com a diretoria cruzmaltina e deve assinar contrato nos próximos dias com o Gigante da Colina. O atacante chega ao clube para sanar o maior problema da equipe, que foi a falta de um grande finalizador. }
- Tem uns detalhes ainda para resolver, mas até sexta-feira o Marcel vai ser jogador do Vasco. Está tudo muito bem encaminhado. O Marcel quer jogar no Vasco. Ele gosta do Rodrigo (Caetano, diretor de futebol) e acredita no projeto do clube – disse Paulo Afonso, empresário do jogador.
Marcel disputou o Brasileiro pelo Santos, mas não continuará na equipe alvinegra para a próxima temporada. O atacante foi um pedido do técnico PC Gusmão que acredita que ele irá se encaixar bem no esquema cruzmaltino.
O atacante começou a carreira no Coritiba e, após fazer 32 gols em 2003, chegou na Seleção Brasileira de base. Com a camisa do Brasil, disputou o Pré-Olímpico de 2004. Teve experiências na Coréia do Sul e Portugal. Pelo Grêmio, foi vice-campeão do Nacional em 2008. A expecativa na Colina é de que o atacante solucione a carência ofensiva do time.
Além de Marcel, o Vasco já confirmou que fez sondagens sobre o atacante Jael, do Bahia.
Ficha técnica:
Nome: Marcel Augusto Ortolan
Natural de: Mirassol (SP)
Nascimento: 12/11/1981
Altura: 1,87m
Peso: 91Kg
Clubes: Coritiba (2000-2003), Suwon – Coréia do Sul (04), Acadêmica – POR (2005), Benfica – POR (2006), Braga - POR (2006), São Paulo (2007), Grêmio (2007), Cruzeiro (2008), Grêmio (2008) e Vissel Kobe (2009)
Títulos:
Campeonato Paranaense 2003 (Coritiba), Campeonato Sul-Coreano 2004 (Suwon), Campeonato Brasileiro 2007 (São Paulo); Campeonato Paulista 2010 (Santos); Copa do Brasil 2010 (Santos).

5 de dezembro de 2010

Fluminense vence e solta o grito de campeão brasileiro após 26 anos


Gol de Sheik Emerson, aos 16 minutos do segundo tempo, sobre o Guarani é o suficiente para garantir a festa tricolor no Engenhão Vinte e seis anos, seis meses e oito dias. Esse foi o tempo em que o grito eufórico e emocionado do título brasileiro ficou engasgado na garganta de cada um dos milhões de tricolores espalhados por todo o Brasil. Mas neste domingo, 5 de dezembro de 2010, Conca, Mariano, Fred, Washington  & Cia., comandados por Muricy Ramalho e sob a estrela do mais novo herói, Emerson, o Sheik, autor do gol da vitória por 1 a 0 sobre o Guarani, decretaram, num Engenhão espremido por mais de 40 mil torcedores, que as cores que agora mandam no futebol brasileiro são o verde, o grená e branco.

A festa do pó de arroz está de volta. A torcida grita, com toda força, que o Fluminense é tricampeão brasileiro, lembrando a Taça de Prata conquistada em 1970. Para a CBF, ao menos por enquanto, é bicampeão. Mais importante, no entanto, é que ficou com o troféu quem mais a mereceu.
A história do "time de guerreiros", como chama sempre a torcida em coro, é digna de uma crônica do saudoso jornalista e dramaturgo Nelson Rodrigues, um dos mais tradicionais tricolores. Um ano depois da arrancada espetacular que livrou o clube do rebaixamento, a equipe de Muricy ficou 23 rodadas na liderança. Ninguém esteve mais na frente no Brasileirão 2010. Junto com o Cruzeiro - que bateu o Palmeiras  por 2 a 1 -, foi a equipe com mais vitórias (19). A última, neste domingo, começou com passe de cabeça de Washington - que entrou no segundo tempo e está há 15 partidas sem marcar - para o Sheik Emerson tocar de canhota por baixo das pernas do goleiro xará, aos 16 minutos, entrar para a história do clube e fazer o hino de Lamartine Babo tocar sem parar.

Vinte e seis anos depois, Flu volta a ser campeão brasileiro


Emerson, o Sheik, marca o gol do título aos 16 minutos do segundo tempo, e Tricolor derrota o Guarani por 1 a 0 num Engenhão verde, grená e branco

Vinte e seis anos, seis meses e oito dias. Esse foi o tempo em que o grito eufórico e emocionado do título brasileiro ficou engasgado na garganta de cada um dos milhões de tricolores espalhados por todo o Brasil. Mas neste domingo, 5 de dezembro de 2010, Conca, Mariano, Fred, Washington  & Cia., comandados por Muricy Ramalho e sob a estrela do mais novo herói, Emerson, o Sheik, autor do gol da vitória por 1 a 0 sobre o Guarani, decretaram, num Engenhão espremido por mais de 40 mil torcedores, que as cores da moda no futebol brasileiro são o verde, o grená e branco. A festa do pó de arroz está de volta. A torcida grita, com toda força, que o Fluminense é tricampeão brasileiro - reivindica o Robertão (ou Taça da Prata) conquistado em 1970. Para a CBF, por enquanto, é bicampeão. Mais importante, no entanto, é que ficou com a taça quem mais a mereceu.
A história do "time de guerreiros", como chama sempre a torcida em coro, é digna de uma crônica do saudoso jornalista e dramaturgo Nelson Rodrigues, um dos mais tradicionais tricolores. Um ano depois da arrancada espetacular que livrou o clube do rebaixamento, a equipe de Muricy ficou 23 rodadas na liderança. Ninguém esteve mais na frente no Brasileirão 2010. Junto com o Cruzeiro - que bateu o Palmeiras  por 2 a 1 -, foi a equipe com mais vitórias (19). A última, neste domingo, começou com passe de cabeça de Washington - que entrou no segundo tempo e está há 15 partidas sem marcar - para o Sheik Emerson tocar de canhota por baixo das pernas do goleiro xará, aos 16 minutos, entrar para a história do clube e fazer o hino de Lamartine Babo tocar sem parar.

Especial Especulações 2011: Marcel, Jael e Victorino



O período de férias no futebol brasileiro chegou, mas se engana quem pensa que o esporte mais amado do país será deixado de lado. Isso porque com o fim do Campeonato Brasileiro se inicia a disputa por atletas que venham a suprir as carências de cada um dos clubes. Nesse período, é comum nos depararmos com muitas especulações. Essas na maioria das vezes não condizem com a realidade e o atleta não chega sequer a abrir negociação com o clube no qual foi especulado.
Por conta disso, como já fez outras vezes, o Blog O Sentimento Não Para irá acompanhar o andamento do mercado do futebol brasileiro, dando uma visibilidade maior aos atletas contratados ou especulados no Vasco. Para isso, iremos criar uma página especial para cada um dos atletas que tiverem seus nomes especulados e confirmados por algum membro da direção.
Para inaugurar, fizemos os perfis dos três primeiros atletas especulados e que a diretoria confirmou o interesse: Jael, Victorino e Marcel. Se estiver interessado em descobrir um pouco mais sobre eles e a assistir vídeos com lances dos mesmo, clique no nome de cada um abaixo:
JAEL- ATACANTE- BAHIA
VICTORINO- ZAGUEIRO- UNIVERSIDAD DO CHILE
MARCEL- ATACANTE- SANTOS

Com a marca do melhor, Vasco bate Ceará em São Januário


O Vasco não precisou fazer muita força para assegurar presença na Copa Sul- Americana de 2011. Mesmo com os desfalques importantes de Carlos Alberto, Zé Roberto e Felipe, a vaga veio com uma vitória por 2 a 0 sobre o Ceará, neste domingo, em São Januário, pela última rodada do Campeonato Brasileiro. Os gols da equipe cruzmaltina foram marcados por Dedé e Bruno Paulo.
Com o resultado, a equipe da Colina termina a competição nacional em décimo primeiro, com 49 pontos conquistados. Já o Ceará, também garantido na Sul-Americana, termina uma posição atrás, com 47.
De uma forma surpreendente, Paulo César Gusmão utilizou o atacante Bruno Paulo como titular na partida deste domingo. Em toda temporada, o jogador atuou em apenas três ocasiões. Principal arma ofensiva do Vasco no Campeonato Brasileiro, Eder Luis levava a vantagem e fazia boas jogadas pela direita no começo do confronto.
Mesmo com o domínio territorial do Vasco, foi o Ceará que teve a primeira chance perigosa da partida. Fernando Prass, porém, mostrou grande presença em arremates de Magno Alves e Marcelo Nicácio.
Apesar do domínio territorial, o Vasco não conseguia ameaçar o gol defendido por Michel Alves. Isso, porém, até os 32, quando Dedé coroou o brilhante Campeonato Brasileiro que realizou ao marcar o seu primeiro gol na competição nacional.
Em um jogo marcado pelo grande número de passes errados, Fernando Prass assegurou a vantagem do Vasco na primeira etapa com uma grande defesa em cruzamento despretensioso de Boiadeiro.
Assim que o segundo tempo começou, Bruno Paulo, que nada fez na etapa inicial, mostrou que tem estrela e empurrou para o gol após falha de Michel Alves. O lance deu ainda mais tranquilidade para o Vasco na partida. Enquanto isso, nervoso, o Ceará se preocupava em fazer faltas.
Em uma delas, aos 29, Heleno foi expulso após dura entrada e facilitou mais ainda missão do Vasco, que passou apenas a trocar passes e esperar o apito final do árbitro. Visando já a próxima temporada, o técnico Paulo César Gusmão promoveu as entradas de Fumagalli e Jonathan nas vagas de Caíque e Bruno Paulo.
Na despedida do Campeonato Brasileiro, o Vasco mostrou um futebol seguro e objetivo para conquistar a vitória. Já o Ceará, embora tenha criado boas chances no começo do confronto, se perdeu ao longo do compromisso e acabou superado.

28 de novembro de 2010

No Pacaembu, Vasco perde para o Corinthians por 2 a 0



O Vasco perdeu para o Corinthians por 2 a 0 na tarde deste domingo (28/11), no Pacaembu, em São Paulo, pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro.

No próximo domingo (05/12), o time cruzmaltino enfrenta o Ceará em São Januário.

O jogo
Precisando da vitória para continuar sonhando com o título, o Corinthians iniciou a partida apertando. Logo aos 11 minutos, os donos da casa assustaram com Roberto Carlos, que avançou livre pela esquerda, bateu cruzado e obrigou o goleiro Fernando Prass a fazer uma ótima defesa.
Aos 20, o pentacampeão voltou a levar perigo em outro chute de longa distância. Desta vez, o chute foi defendido com tranquilidade pelo camisa 1 cruzmaltino, que teve que trabalhar também aos 28 minutos em outra finalização do camisa 6 do Corinthians. O Vasco respondeu no minuto seguinte com Eder Luis, que driblou dois marcadores e arriscou de longe. Para a infelicidade do camisa 7, a bola acabou indo para fora.
Até os 40 minutos, o Corinthians seguiu pressionando com bolas alçadas na área, mas nada passava pela defesa vascaína. Isso até o camisa 10 Bruno César resolver arriscar de longe, a bola desviar em Dedé e entrar de mansinho na meta de Fernando Prass: Corinthians 1 a 0.
O Vasco voltou para o segundo tempo com uma modificação: Allan saiu para a entrada de Fumagalli. Logo aos três minutos, o meia corinthiano Danilo recebeu livre dentro da área e obrigou Fernando Prass a realizar outra importante defesa. Acuado, o Gigante da Colina jogava nos contra-ataques e em um deles por pouco não empatou com Zé Roberto. A investida vascaína não abalou a equipe paulista, que aos 12 minutos, após um belo cruzamento de Roberto Carlos, ampliou o placar com Danilo: Corinthians 2 a 0.
Após o gol, PC Gusmão mexeu na equipe e colocou o paraguaio Irrazábal no lugar do camisa 23 Fagner. A mudança não demorou a surtir efeito e Eder Luis por pouco não diminuiu o placar aos 20 minutos. Fumagalli também tentou aos 31 minutos, de longa distância, mas pegou mal na bola e ela acabou indo para fora. O jogou esfriou e só voltou a esquentar aos 40 minutos, quando Danilo arriscou da meia-lua da grande área e obrigou o camisa 1 cruzmaltino a fazer uma bela defesa.
VASCO: Fernando Prass; Fagner (Irrazábal), Dedé, Douglas e Ramon (Diogo); Romulo, Renato Augusto e Allan (Fumagalli); Eder Luis, Carlos Alberto e Zé Roberto.

'Iludido' pelo Palmeiras, Timão vence Vasco e carrega sonho para Goiânia



Bruno César e Danilo dão vitória ao Corinthians, mas Fluminense vira sobre o Verdão, em Barueri. Só combinação de resultados fará Alvinegro campeão

A torcida compareceu em grande número ao Pacaembu, o Corinthians cumpriu seu dever, mas o título está nas mãos do Fluminense. Bruno César e Danilo marcaram os gols da vitória do Timão por 2 a 0 sobre o Vasco da Gama, neste domingo, em São Paulo. Entretanto, a tão sonhada ajuda do rival Palmeiras não aconteceu. O Tricolor carioca venceu na Arena Barueri e está a um simples resultado positivo da taça. Aos corintianos resta torcer e se vestir de verde. Do Guarani, é claro.
O triunfo colocou o Corinthians com 67 pontos, mantendo a desvantagem de apenas um ponto para o Fluminense. Para ser campeão, o Timão terá de vencer o já rebaixado Goiás, no próximo domingo, às 17h, no Serra Dourada, e torcer por um tropeço da equipe dirigida por Muricy Ramalho diante de outro clube que já caiu, o Guarani, no mesmo horário, no Engenhão.
Já o Vasco cumpre tabela nas últimas rodadas, mas acumula a quarta partida consecutiva sem vencer. O time do técnico Paulo César Gusmão aparece na 12ª colocação, com 46 pontos, mas ainda dentro da zona de classificação para a Copa Sul-Americana de 2011. Na rodada final, pega o Ceará, domingo, às 17h, em São Januário.

Timão joga mal, mas Bruno César salvaAntes do apito inicial, a torcida do Corinthians cantou que não precisava da ajuda do rival Palmeiras. Mas, quando a bola rolou, a primeira explosão nas arquibancadas veio com o gol de Dinei para o Verdão sobre o Fluminense, na Arena Barueri. Assim que o serviço de som do Pacaembu anunciou a abertura do placar, aos cinco minutos, os torcedores presentes ao Pacaembu comemoraram como um gol de Ronaldo.

O Retrato de 2010: Apático, Vasco perde mais uma no Brasileirão


Vasco joga mal, não resiste ao Corinthians e é derrotado por 2 a 0 no Pacaembu.
O Corinthians fez o dever de casa diante de mais de 36 mil torcedores que lotaram o Pacaembu, na tarde deste domingo, e venceu o Vasco por 2 a 0, com gols de Bruno César e Danilo. Entretanto, não contou com a ajuda do arquirrival Palmeiras, que perdeu para o Fluminense por 2 a 1 na Arena Barueri.
Assim, o time de Muricy Ramalho chegou a 68 pontos e permanece na liderança do Brasileirão. Com o quinto triunfo sob o comando de Tite, o clube de Parque São Jorge soma 67 pontos. O Cruzeiro também está vivo na briga pelo caneco, já que ganhou do Flamengo no Rio e atingiu os 66 pontos.
Na última rodada do Nacional, o Corinthians visita o Serra Dourada para encarar o já rebaixado Goiás. Além de vencer, terá de torcer para o Fluminense não ganhar do também já rebaixado Guarani, no Engenhão. O Cruzeiro recebe o Palmeiras na Arané Jacaré.
Já o time cruzmaltino permanece com 46 pontos, na zona intermediária da tabela, e disputa uma vaga na Copa Sul-Americana de 2011.
Os corintianos sentiram o gosto da liderança por alguns minutos. Os torcedores fizeram a festa quando o placar eletrônico do Pacaembu anunciou o gol do Palmeiras sobre o Flu e do Flamengo diante do Cruzeiro logo nos minutos iniciais da rodada. Os concorrentes pelo título, porém, empataram em seguida. O Flu virou no começo do segundo tempo e retomou a ponta.
O técnico Tite adotou o esquema 4-2-3-1, com Bruno César na armação pelo meio, Danilo como ponta pela direita, Jorge Henrique pela esquerda e Dentinho mais centralizado.
Os donos da casa tiveram total domínio da partida, porém com dificuldades para superar a retranca armada pelos vascaínos. Os laterais apoiaram bastante, e a primeira chance de gol surgiu com um chute de fora da área de Roberto Carlos. Fernando Prass espalmou.
Os números comprovam a superioridade corintiana na etapa inicial. Foram 159 bolas recebidas, contra 84 dos vascaínos. Julio Cesar foi um mero espectador.
A insistência pelo gol surtiu efeito aos 40min. A solução encontrada por Bruno César para superar a defesa da equipe carioca foi um chute de fora da área. O camisa 10 arriscou de longe, a bola desviou em Dedé e passou lentamente por baixo de Fernando Prass.
Na volta do intervalo, Paulo Cesar Gusmão sacou Allan para a entrada do meia ofensivo Fumagalli. Nada que alterasse o ritmo do jogo.
Os comandados de Tite administraram a vantagem sem riscos. Aos 13min, Roberto Carlos fez uma bela jogada pela esquerda e cruzou com perfeição no segundo pau. Danilo estufou a rede de cabeça e incendiou o estádio municipal.
A situação ficou mais tranquila quando Zé Roberto foi expulso, aos 28min, e o conjunto carioca ficou com um atleta a menos em campo.

27 de novembro de 2010

Votação aberta: Escolha a sua Musa do Vasco 2010


A comemoração pela 12ª edição da Revista Oficial do Club de Regatas Vasco da Gama começa agora, com a publicação de fotos das três musas que receberam mais cartas dos leitores. Dentre as 11 que estamparam suas virtudes nas páginas da Revista do Vasco, desde dezembro de 2009, as que mais se destacaram foram Juliana Bourguignon, Kenia Klayn e Raíssa Bergiante. O site oficial do Vasco dará aos torcedores a grata responsabilidade de escolher qual delas melhor  representa a torcedora cruzmaltina.
» Compre aqui sua camisa AntirRacismo!» Siga o Supervasco no Twitter» Receba as notícias do Vasco diariamente no seu celular. Saiba como!» Esporte na Tela - Notícias de Futebol!
Juliana foi a primeira musa da Revista Vasco, inspiradora da histórica edição de dezembro de 2009. É ela também quem abre esta homenagem especial às beldades que circularam pelo país inteiro, nas páginas da revista. Focalizada no jogo Vasco x Bahia, que aconteceu no dia 31 de outubro em pleno Maracanã, ela revelou-se vascaína desde muito pequena. Começou a frequentar os estádios com um tio e vários primos, todos, apaixonados pelo Gigante da Colina e, até hoje, marca presença para torcer com toda a paixão pelo Vasco.
Raíssa, a frequentadora mais assídua dos jogos do Vasco, no Rio, foi outra vencedora da enquete que escolheu as três musas mais bonitas da Revista do Vasco. Não por acaso. Com beleza e sensualidade de sobra, ela também se destacou pelas várias provas de amor ao clube. Uma delas, a tatuagem que fez no tornozelo, com o escudo do Vasco dentro de um coração.
Kenia foi musa da edição de julho da Revista Vasco. A belíssima vascaína foi a primeira negra a posar para as lentes da revista. E fez muito bonito! Por quê? Bom, além de possuir a sensualidade e o charme típicos das brasileiras, ela mostrou ter algo mais que a destaca entre tantas outras mulheres: faz parte do seleto grupo de privilegiadas que, por carregarem um tom tão bonito na pele, se tornam ainda mais bonitas.
Para votar clique na foto abaixo:
Musas Vasco

24 de novembro de 2010

Fim da novela: Rodrigo Caetano anuncia que fica no Vasco


Diretor executivo de futebol renova por mais duas temporadas com o clube.

Quando começou a ser questionado sobre sua permanência, Rodrigo Caetano prometeu que essa questão não se tornaria uma novela. Mas não foi o que aconteceu. Especulações em torno de seu nome, negociações longas com a diretoria cruzmaltina e até um abaixo-assinado feito por torcedores foram alguns dos episódios dessa trama, que teve um final feliz para a torcida do Vasco, nesta quarta-feira. Ao lado do presidente Roberto Dinamite, e do vice-presidente de futebol, José Hamilton Mandarino, Rodrigo anunciou a renovação de seu contrato por dois anos.

Das mãos de Mandarino, Rodrigo recebeu uma camisa do Vasco com seu nome. Curiosamente, o número do uniforme era o 10, o que foi suficiente para o diretor brincar:

- Essa camisa tem um peso grande demais - disse, olhando para o presidente Roberto Dinamite.
Após a brincadeira, Rodrigo explicou os pontos que foram abordados durante as reuniões com a diretoria. Segundo ele, a questão contratual sempre foi o menor problema. O dirigente queria garantias de que terá orçamento para honrar os compromissos com os jogadores e que o clube irá começar a construir o seu centro de treinamento.

- Sempre conversamos sobre a viabilidade de dar seguimento aos projetos que começamos no inciio de 2009. A negociação do contrato ficou em segundo plano. Sempre defendi que a continuidade é a formula do sucesso. Todos nós temos noção da necessidade de uma nova estrutura de futebol. Estamos procurando um terreno para o centro de treinamento. Também conversamos sobre o fluxo financeiro que viabilize os acertos com os atletas até para honrarmos os compromissos que assumimos.

Felipe vibra com chance de, enfim, o quarteto entrar em campo novamente

Neste domingo, Carlos Alberto, Zé Roberto, Eder Luis e Felipe terão a oportunidade de iniciar uma partida juntos apenas pela segunda vez 

Demorou bastante, mas os torcedores do Vasco poderão ver novamente o quarteto Carlos Alberto-Felipe-Zé Roberto-Eder Luis em campo desde o início de um jogo. A última (e única) vez foi no 2 a 2 contra o Fluminense, na 15º rodada. Lesões, principalmente do camisa 19, e suspensões, como a de Felipe, na última rodada, atrapalharam os planos.
O camisa 6 está ansioso para atuar ao lado destes jogadores. Ele espera que todos façam uma boa pré-temporada e o quarteto dê mais frutos em 2011.
- É muito ruim jogar apenas duas vezes com estes quatro jogadores que vieram contratados para ajudar, para ser o carro-chefe. Alguns jogadores passaram por lesões sérias, ficaram afastados por um bom tempo. Temos que jogar juntos, futebol é alegria, se divertir com responsabilidade. Esperamos fazer uma boa pré-temporada e ter mais êxito no próximo ano - disse o meia.
E a partida não será qualquer uma, apesar de o Vasco não estar mais brigando por nada no Brasileiro. O adversário será o Corinthians, segundo colocado e que briga com o rival Fluminense pelo título. O goleiro Fernando Prass, no entanto, tratou de tirar a responsabilidade da equipe.
- Sempre digo que não é o Vasco que vai decidir o campeonato, e sim Fluminense, Cruzeiro e Corinthians. Vamos entrar para vencer, assim como o Flamengo. Não tem esta situação de tentar prejudicar o Fluminense. Isto é mais uma provocação da torcida, são coisas que os jogadores não têm que se envolver muito.
O jogo contra o Corinthians será neste domingo, às 17h (de Brasília), no Pacaembu. O Vasco é o 11º colocado com 46 pontos.
 

 

23 de novembro de 2010

Vasco pode contratar o volante Anderson, diz jornalista

De acordo com informações de Jorge Eduardo - Rádio Globo -, a primeira contratação ''pontual'' do Vasco para 2011 pode ser o volante Anderson, do Manchester United. Ainda segundo o radialista, o nome interessa muito, e a relação do diretor executivo Rodrigo Caetano com o atleta - quase de pai e filho - e a vitrine do futebol brasileiro podem viabilizar o negócio, apesar de o clube ainda não ter ido ao mercado em busca do jogador.
O jornalista publicou as informações em seu Twitter (@JorgeEduardoSGR).
''Ânderson, ex-Grêmio, Porto, insatisfeito no Manchester United e que chama R. Caetano de pai, pode ser o 1º dos reforços pontuais! #radioglobo! Vasco ainda não saiu a campo atrás dele, mas é nome q interessa mt e o clube é uma baita vitrine p/ele recuperar espaço na Europa. Aguardemos! Nome do Ânderson entrará em pauta antes do fim do ano. Jogador tem mercado por lá, mas amizade filial c/ Rodrigo e vitrine vascaína...'' - postou.
Para conferir as notas originais, clique: (1), (2) e (3).

22 de novembro de 2010

Caneta de Felipe do Vasco em Borja do Flamerda 01-07-10

Rodrigo Caetano renova com o Vasco, segundo jornalista


De acordo com informações  de Gilmar Ferreira - Coluna Futebol, Coisa & Tal -, o diretor executivo do Vasco, Rodrigo Caetano, acertou a renovação de seu contrato com o clube para continuar trabalhando em São Januário. E o acordo será oficializado na terça-feira, com novo contrato de mais 2 anos.
O jornalista publicou as informações em seu Twitter (@gilmarferreira).
''Boa notícia p a torcida do Vasco. O executivo Rodrigo Caetano acertou a renovação do seu contrato. Acordo será oficializado terça-feira.'' - postou.
Depois quando perguntando por um seguidor do microblog sobre o tempo de contrato, o colunista respondeu:
''Dois anos. RT @Alex_Medeiros: Sobre a renovação do Caetano, sabe qual o tempo do contrato?Até quando?'' - declarou.
Para conferir as notas originais, clique aqui e aqui.
Por Pedro Maranhão - O Repórter da Colina (twitter: @reportercolina).

Cruzeiro 3 x 1 Vasco: assista


Time leva três gols do Cruzeiro, desconta um, mas não consegue buscar a igualdade
Assim como terminou o primeiro tempo, a etapa complementar começou com os vascaínos buscando o ataque. Em um lance de perigo logo no primeiro minuto, Zé Roberto errou o toque de letra na pequena área e perdeu boa chance.

Cruzeiro derrota Vasco e continua, firme, na briga pelo título do Brasileiro




Time comandado pelo técnico Cuca derrota equipe carioca por 3 a 1 em Sete Lagoas, resultado que já garante uma vaga na Libertadores do ano que vem.

 

O Cruzeiro conseguiu seu objetivo. Venceu o Vasco por 3 a 1, na Arena do Jacaré, e continua firme na briga pelo título do Campeonato Brasileiro. Se não subiu de posição na tabela de classificação, a Raposa, pelo menos, diminuiu para dois pontos a distância do líder, agora o Fluminense, com 65 pontos. Com o resultado, o time está garantido na Libertadores do ano que vem.
A Raposa utilizou de uma arma mortal: as cobranças de escanteio. Tanto que todos os gols celestes saíram da jogada de bola parada. Roger, Henrique e Edcarlos marcaram para os donos da casa. Renato Augusto descontou para o Vasco.

Na próxima rodada, a Raposa vai ao Rio de Janeiro encarar o Flamengo, no domingo, às 17h (de Brasília). Já o Vasco vai ao Pacaembu, para o duelo contra o Corinthians, no mesmo horário.
Gols e vaias
A torcida do Cruzeiro não poupou o árbitro Leandro Pedro Vuaden, quando o trio de arbitragem entrou no gramado. Aos gritos de ‘ladrão, ladrão’ e com faixas de protestos contra a CBF, os cruzeirenses fizeram da Arena do Jacaré uma verdadeira panela de pressão para os homens de preto.

Sabendo dos resultados de Corinthians e Fluminense, os jogadores celestes partiram com tudo para cima dos vascaínos. Assim como aconteceu contra o Timão, no Pacaembu, Wellington Paulista perdeu duas chances incríveis.

Aos cinco minutos, Thiago Ribeiro fez um carnaval pela direita e cruzou para o atacante cabecear para fora. Três minutos depois, Diego Renan chutou de fora da área, Fernando Prass deu rebote e Wellington mandou por cima.

Mas foi a novidade da equipe que soltou o grito da garganta do torcedor. Aos 13 minutos, Roger pegou de primeira o escanteio cobrado por Montillo e estufou as redes, mostrando que o técnico Cuca mexeu certo ao colocar o meia na vaga de Fabrício, vetado por dores no abdômen. A outra opção seria o volante Everton.

21 de novembro de 2010

A Bela Historia do Vasco, Um dos Grandes Clubes do Brasil

Gols: Vasco 1 x 1 Cruzeiro / Brasileirão 2010 (28/08/2010) - Repórter da Colina


ÚLTIMO CONFRONTO

No primeiro turno do Campeonato Brasileiro, Cruzeiro e Vasco se enfrentaram no estádio de São Januário, no Rio de Janeiro, e empataram por 1 a 1. O gol da equipe cruzmaltina foi marcado pelo meia Zé Roberto, em um belo chute de fora da área. O tento celeste foi marcado pelo zagueiro Fernando, contra, mas o atacante Thiago Ribeiro, autor do chute, reinvindicou a autoria do feito. Esse foi apenas um dos gols 'feitos' por Thiago Ribeiro, que, na verdade, foram feitos por zagueiros adversários. Foi assim também contra o Avaí e contra o Grêmio Prudente.

Sem grandes objetivos, Vasco enfrenta o Cruzeiro em Minas Gerais


Na briga pelo título do Campeonato Brasileiro, o Cruzeiro encara um Vasco sem grandes pretensões na competição, neste domingo, às 19h30m (de Brasília), na Arena do Jacaré, em Sete Lagoas. Com expectativa de lotação máxima, o estádio da região metropolitana de Belo Horizonte será palco de mais uma decisão pelo lado celeste.
Com a polêmica derrota sofrida para o Corinthians na última rodada, os comandados de Cuca querem retribuir o apoio da torcida com uma vitória. Já os jogadores vascaínos prometem atrapalhar os planos da Raposa e terminar o campeonato em uma posição mais honrosa, já que a equipe carioca voltou esse ano à elite do futebol brasileiro.
O árbitro gaúcho Leandro Pedro Vuaden será o responsável pela arbitragem, que terá ainda os auxiliares Carlos Berkenbrock, de Santa Catarina, e José Javel Silveira, do Rio Grande do Sul.
O QUE ESTÁ EM JOGO
Cruzeiro: Com 60 pontos, na terceira colocação do Campeonato Brasileiro, a Raposa precisa da vitória a qualquer custo para se manter na briga pelo título. O time celeste vem de derrota para o Corinthians e ficou três pontos atrás da equipe paulista, que lidera a competição.
Vasco: Para a equipe da Colina, que está livre do rebaixamento, a grande motivação é assegurar uma vaga na Copa Sul-Americana. Se não foi possível lutar pela Taça Libertadores, os jogadores querem fazer um bom papel nesta reta final para deixar uma última impressão boa nos torcedores.
AS ESCALAÇÕES
Cruzeiro: O técnico Cuca tinha dúvidas até o treinamento de sábado, quando confirmou as escalações do volante Fabrício, que vinha sentindo dores no abdômen, e do meia Montillo, que, além de ter trincado o osso da mão esquerda, também se recuperou do edema no tornozelo esquerdo.
Vasco: O time carioca terá algumas alterações em relação ao time que empatou com o São Paulo na última rodada. Carlos Alberto, recuperado de uma virose, é a principal atração. Ele entrará no lugar de Felipe, que levou o terceiro cartão amarelo, assim como Rômulo. O volante será substituído pelo jovem Renato Augusto, que fará a estreia como titular. Outra novidade é a volta de Fagner, que cumpriu suspensão.
A equipe vai encarar a Raposa com Fernando Prass; Fagner, Cesinha, Dedé e Diogo; Rafael Carioca, Renato Augusto, Zé Roberto e Carlos Alberto; Jonathan e Éder Luis.